domingo, 13 de março de 2016

Justiça condenou homem jogou fogo na professora no Distrito Jaibaras

O Ministério Público do Estado do Ceará (MP-CE), através do Juiz de Direito da 1ª Vara Criminal da Comarca de Sobral, condenou o individuo acusado de atear fogo em uma professora no dia 19 de outubro de 2013, no distrito de Jaibaras, em Sobral.

O CRIME

CONDENADO - O acusado identificado como Antônio Aristides Linhares Andrade, 32 anos, é acusado por homicídio contra a professora Adriana de Araújo Barbosa. Na noite do dia 19 de outubro de 2013, o indivíduo que tinha uma “paixão platônica” pela vítima, foi até a sua casa e pediu que ela trocasse um dinheiro, a mulher concedeu o favor e deixou o homem entrar.  Logo após, ele também pediu um copo com água e quando a vítima virou as costas, o acusado jogou gasolina na mesma e riscou um fósforo, deixando o corpo da vítima em chamas. A professora correu para a rua e foi socorrida por vizinhos.

O homem ainda tentou se suicidar com uma faca, mas logo foi preso. Além disso, o indivíduo também teria levado uma lata de refrigerante misturado com veneno de rato e oferecido ao Adrian, fiho da vítima, antes do crime. A criança que tinha apenas 6 anos estava presente e assistiu toda a violência contra sua mãe.

A professora foi socorrida para o Hospital Regional Norte (HRN), e teve 45% do seu corpo queimado. Ela ainda foi transferida para a unidade de queimados do Instituto José Frota (IJF), em Fortaleza, onde não resistiu e faleceu no dia 17 de novembro de 2013.

O acusado que estava preso na Cadeia Pública de Sobral desde o dia do crime, 19 de outubro de 2013, foi qualificado e condenado pela prática de homicídio qualificado pela torpeza do motivo, pelo emprego de fogo e pela dissimulação, nos moldes do art. 121, mas foi absolvido da acusação de tentativa de homicídio contra a vítima Adrian Daniel Firmo Barbosa.

Ele foi condenado a 26 anos e oito meses de reclusão em regime fechado, nesta quinta-feira, 10 de março de 2016.
(informações do SPN)

Nenhum comentário:
Write comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.