quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Hemocentro de Sobral reúne imprensa e lança a campanha Carnaval da Solidariedade 2017

Na tarde desta quarta-feira (15), o hemocentro de Sobral reuniu parte da imprensa sobralense para a apresentar o lançamento da Campanha "Carnaval da Solidariedade" do Hemoce, que tem como objetivo captar doadores de sangue para abastecer o hemocentro durante o período carnavalesco. Na oportunidade, o diretor do equipamento, o farmacêutico bioquímico, Dr. Régis Araújo Ferreira Gomes, também apresentou a estrutura do hemocentro e a sua amplitude, que não se resume à captação e doação de sangue.
O evento contou com  a presença de jornalistas, radialistas e blogueiros. Na oportunidade, acompanhado de toda a equipe técnica e médica do hemocentro, Dr. Régis Araújo Ferreira Gomes solicitou aos profissionais da imprensa, presentes ao encontro, engajamento na campanha que tem a meta de captar 1.400 doadores. "Aqui, encontram-se profissionais formadores de opinião, por isso solicitamos que busquem sensibilizar a população através do esclarecimento sobre a segurança do processo da coleta e a importância da doação de sangue para salvar vidas. Este é o nosso maior desafio, garantir um suporte de sangue para toda zona Norte", destacou o diretor do hemocentro de Sobral.
Na ocasião, ele apresentou um comparativo das ações realizadas pelo equipamento de Sobral em relação aos demais do Ceará. Atualmente, o hemocentro local atende 59 municípios, com 15 agências transfusionais (instaladas em hospitais), atendendo 81 estabelecimentos de saúde da zona Norte do Estado e referência nos serviços hematológicos e hemoterápicos. O investimento anual no hemocentro é de mais de R$ 3 milhões com custo de medicamentos. 
Além da coleta do sangue e a distribuição dos hemoderivados (concentrado de hemácias, plaquetas e plasma), em Sobral, também são realizados diagnósticos ambulatoriais, contando com equipe médica e de enfermagem com apoio do serviço social. 

O hemocentro disponibiliza, ainda, tratamento hemoterápico para toda população da zona Norte, bem como o atendimento e a assistência a 70 pacientes hemofílicos. Durante a apresentação, Dr. Régis Araújo Ferreira Gomes mostrou os indicadores, aspectos técnicos sobre a captação interna e externa de sangue, processamento, transfusão e outros procedimentos. Tomando o mês de janeiro deste ano como referência, considerando a média constante dos dados, foram realizados 164 consultas médicas, 58 atendimentos de consulta de enfermagem, totalizando 222 atendimentos no hemocentro de Sobral de toda macrorregião.

Outros dados, ainda de janeiro, também revelam a dimensão assistencial do hemocentro, quando foram realizados 687 exames hematológicos e 19 sangrias terapêuticas (necessárias para algumas patologias). Afora os dados, prevalecem o cuidado e a proteção aos pacientes e doadores. "Em todos os processos realizados aqui, a nossa primeira preocupação é de proteger e resguardar o doador e também receptor", ressalta o diretor do hemocentro de Sobral. 
 Ao final do encontro, Dr. Régis Araujo Ferreira Gomes agradeceu a presença dos profissionais da imprensa solicitando o compromisso de todos para divulgar a campanha de doação de sangue "Carnaval da Solidariedade" do Hemoce. Reforçando a solicitação do diretor, a administradora do hemocentro de Sobral, Valéria Vasconcelos, destacou a importância de encorajar a população para realizar a doação. "É imperativo que se divulgue ao máximo as informações sobre a doação de sangue, encorajando a população para gesto tão solidários, pois apenas uma doação pode salvar até três vidas", destaca Valéria Vasconcelos.

A doação de sangue é um gesto simples que salva vidas

Em Sobral procure o Hemocentro
Rua: Jânio Quadros, s/n- Bairro Santa Casa                   
Cep: 62.010-680 – Sobral/CE -

Fone: (88) 3677.4624/3677.4627
Blog Encontro Com a Saúde

Nenhum comentário:
Write comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.