sexta-feira, 17 de março de 2017

Operação contra pirataria resulta na apreensão de mais de 2.600 bonés falsificados no Centro

Uma operação da Polícia Civil do Estado do Ceará, por meio da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), resultou na apreensão de diversos bonés falsificados na manhã desta quinta-feira (16). A ação policial contra pirataria ocorreu em três estabelecimentos comerciais localizados nas ruas São Paulo e 24 de Maio, no Centro da Cidade. Ao todo, foram apreendidos 2.670 bonés falsificados de diversas marcas estrangeiras sem nota fiscal.

Os policiais chegaram até os estabelecimentos a partir de uma notícia crime da empresa que representa os produtos da marca no Brasil. O proprietário de duas das lojas que tiveram os bonés recolhidos declarou que as mercadorias eram compradas na cidade de Apucarana, no norte do Paraná, via transportadora. Cada boné seria comprado por R$ 3,00 e revendidos aos clientes por valores entre R$ 7,00 e R$ 15,00, dependendo da marca. As duas lojas estão localizadas no mesmo quarteirão da Rua São Paulo. Ao todo, foram recolhidos 1.671 bonés nas duas lojas.
No terceiro estabelecimento visitado pelos policiais, outros 999 bonés falsificados sem procedência legal foram apreendidos. O proprietário revelou que compra as mercadorias de representantes comerciais das empresas que passam no comércio oferecendo os produtos, mas não soube informar os nomes dos fornecedores.
Por violarem o artigo 190 da Lei de Propriedade Industrial, foram instaurados Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO) contra os proprietários das lojas pela comercialização de produtos assinalados com marca ilicitamente reproduzida ou imitada. Os homens foram ouvidos e liberados em seguida. Ambos os proprietários não possuíam passagens pela Polícia.

Nenhum comentário:
Write comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.