terça-feira, 25 de abril de 2017

Abacate controla colesterol e triglicérides, diz revisão de estudo

O abacate, quem diria, faz bem contra o colesterol, triglicérides e pressão alta.

É o que mostra uma revisão de estudos feita pela Universidade de Mashhad, no Irã.

Mas como, se essa fruta é rica em gorduras? Depois de revisar 129 pesquisas científicas sobre o abacate os cientistas constataram que a gordura presente no alimento é do tipo monoinsaturada, ou seja, boa para a saúde.

O ideal para os ser humano é reduzir a ingestão das gorduras saturadas – encontradas em carnes e nos queijos amarelos – e substituir por essa versão monoinsaturada que existe no abacate.

Os novos achados são especialmente importantes para pacientes com a síndrome metabólica – quando a pessoa tem pelo menos três desses problemas: hipertensão, altos níveis de açúcar no sangue, excesso de gordura na região abdominal e taxas anormais de colesterol ou triglicerídeos.

Esse quadro aumenta o risco de complicações cardíacas, diabete e derrame.

Benefícios do abacate
Os cientistas descobriram ainda que todas as partes do abacate fazem bem.

A casca, o caroço e as folhas do fruto reúnem substâncias interessantes para o corpo.

Um estudo de 2014 comprovou que uma dose diária do óleo tirado das folhas do abacate levou a reduções na pressão arterial e no colesterol total e LDL (considerado ruim).

Os pesquisadores relatam que também observaram melhorias na pressão alta e na massa corporal de pessoas obesas.

Quantidade
Para conseguir benefícios do abacate no corpo é preciso comer a fruta de 2 a 3 vezes por semana.

Basta comer 1/4 do abacate, ou seja, uma porção de cerca de 100 gramas.

Vale lembrar que o abacate harmoniza bem com pratos salgados, saladas, massas, patês e sanduíches…
Só noticia boa

Nenhum comentário:
Write comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.