terça-feira, 27 de junho de 2017

Comer batata frita duas ou mais vezes por semana pode dobrar risco de morte precoce, diz estudo

Um estudo da Universidade de Pádua, na Itália, aponta que as pessoas que comem batatas fritas duas ou mais vezes por semana podem duplicar o risco de ter uma morte precoce, em comparação com quem as evitam. Segundo a CNN, o estudo foi publicado no American Journal of Clinical Nutrition.

O experimento foi realizado com um grupo de 4.400 pessoas com idades entre 45 e 79 anos durante oito anos. Os pesquisadores dividiram os participantes do estudo em três subgrupos, de acordo com a frequência de consumo de batatas por semana: os que comiam batata frita, os que comiam batata de outra forma e aqueles que não a consumiam.

Após os oito anos de análise, foram registradas 236 mortes, das quais foi observado que o número de pessoas que consumiam batata frita pelo menos duas vezes por semana era o dobro das que não consumiam.

Como o estudo é observacional, os pesquisadores salientam que não se pode dizer que comer batatas fritas provoca diretamente a mortalidade precoce, ou seja, seriam necessárias mais pesquisas para se chegar a uma conclusão tão firme.

"Mesmo que seja um estudo observacional, acreditamos que o óleo de cozinha, rico em gorduras trans, é um fator importante para explicar a mortalidade em quem come mais batatas", disse Veronese.

Ainda de acordo com Veronese, a morte precoce daqueles que comem duas ou mais porções de batatas fritas a cada semana pode estar ligada a "fatores importantes", como a obesidade, um estilo de vida sedentário e o uso de grandes quantidades de sal.
O Povo

Nenhum comentário:
Write comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.