sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Sistema da PRF recupera 600 carros roubados

Um sistema de leitura de placas desenvolvido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi integrado às ações da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), por meio de um acordo de cooperação entre os órgãos. Nos primeiros 40 dias de funcionamento do programa no Ceará, 600 veículos roubados ou furtados foram recuperados. O monitoramento é feito por meio da utilização de câmeras conectadas a um sistema de inteligência artificial, que identifica as placas que têm algum registro de queixa criminal. 

O superintendente substituto da PRF-CE, Getúlio Lima, disse que o programa permite que os veículos sejam localizados com mais celeridade e que o 'Alerta Brasil' tem se mostrado eficiente em todo o País. Fortaleza é a primeira Capital em que o sistema funcionará dentro da Cidade e não só nas rodovias. 

O governador Camilo Santana ressaltou a importância de apostar em novas tecnologias e na modernização das ações voltadas para a Segurança Pública. "Todas as câmeras de monitoramento serão integradas nesse projeto, as da SSPDS, Detran, Sefaz, Sejus, AMC e PRF". 

Camilo Santana lembrou o problema da Segurança que afeta todo o País. "Não há um desafio maior que garantir tranquilidade e uma segurança melhor para a população. Estamos pagando um preço muito caro nesse País por não ter sido construída uma política nacional de Segurança Pública". O governador disse também que "é inadmissível como o tráfico de drogas tomou conta deste País". 

Aplicativo 
A SSPDS, em parceria com o Gabinete da Vice-Governadoria, lançou, ontem, o aplicativo móvel '190 Ceará'. A plataforma permite que a população realize o registro de denúncias de crimes direto com a central da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops). 

Com o aplicativo, as ocorrências poderão ser registradas de forma virtual pelo celular. Além das informações, o sistema também permite que os usuários enviem fotos e vídeos do local do crime. "Nosso objetivo é melhorar o serviço prestado às pessoas e unir comodidade e rapidez no socorro oferecido", declarou André Costa, titular da SSPDS. 

O aplicativo também deve diminuir o número de trotes. Por ano, a Ciops atende cerca de 2,4 milhões telefonemas com comunicações falsas de crimes.

Nenhum comentário:
Write comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.